Mudando para crescer


Eis uma mudança, que não vai ser apenas de aspecto exterior. É a ideia incorporar outros conteúdos históricos, geográficos, antropológicos ao que, até agora, tem sido um espaço fundamentalmente de toponímia etimológica. Continuará a ser, porém, mas o estudo e a divulgação dos nomes do país é apenas uma parte —sendo vastíssima— do ainda mais vasto oceano da identidade colectiva de nosso. E agora é o momento de abrir o campo um bocadinho mais.

2 comentários:

  1. Já se sentia esta mudança nos últimos artigos :-) Parabéns e o melhor nesta nova/velha geira!

    ResponderEliminar